publicidade

POLÍCIA

Suspeitos de estuprar e matar casal em Camaçari aparecem em vídeo sendo obrigados a fazer sexo

por Carol Carvalho no dia 12 de janeiro de 2018 às 18:00
Foto: Reprodução

Um vídeo que circula nas redes sociais que aparentemente foi divulgado por detentos, mostram Daniel Neves e Carlos Alberto suspeitos de estuprar uma mulher e matar ela e o companheiro em Camaçari no último final de semana, sendo obrigados a fazerem sexo entre si.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) confirmou ao Correio que os vídeos foram gravados no local e que um inquérito foi aberto para apurar as circunstâncias e responsabilidades do ocorrido.

As imagens são realmente chocantes. Daniel, aparece de camisa azul, é obrigado a praticar sexo oral em Carlos Alberto, que usa uma camiseta branca. Ao fundo, a voz de um homem diz: “fale: eu sou estuprador” estapeando Daniel que logo em seguida repete: “eu sou estuprador”.

Uma voz masculina narra a situação: “É assim que a gente faz na cadeia”. Onde manda continuar os tapas: “Chama ele de safadinha, de gostosinha”. E uma segunda voz no vídeo diz: “Estuprador safado tem que ch... um do outro para se compreender”.

O contrário também acontece com Carlos que ainda é obrigado a introduzir a língua no ânus de Daniel, e vice-versa. Os agressores ainda debocham cantando uma música de funk: "Ah, safada, na hora de levar madeirada..."

Os homens que aparecem na filmagem são Daniel Neves Santos Filho, 29 anos, e Carlos Alberto Neres Júnior, idade não divulgada, únicos adultos envolvidos na morte do casal Juvenal Amaral Neto, 57, e Kelly Cristina Amaral, 44 - achado enterrado no quintal da própria casa no dia 8 deste mês.

 

Veja também: 

NO XILINDRÓ! Sequestradores são presos no aeroporto tentando fugir após o crime

publicidade

publicidade

© Copyright 2016 - Radar da Bahia - Grupo Radar