publicidade

MUNDO

Argentina revela novas conversas com submarino desaparecido

por Alessandro Granda no dia 07 de dezembro de 2017 às 20:35
Foto: Reprodução/internet

O porta-voz da Marinha da Argentina, Enrique Balbí, confirmou na noite da última quarta-feira (6) que houve “oito tentativas de comunicação” da tripulação do submarino ARA San Juan no dia de seu desaparecimento, em 15 de novembro.

Na oportunidade, ele ressaltou que “não havia chamadas de emergência” nas conversas e que, algumas delas, eram apenas tentativa de conexão de dados. A manifestação de Balbí acontece após o jornal “El Clarín” revelar dados da empresa Tesacom, uma das responsáveis por analisar tanto as chamadas telefônicas como a conexão de dados.

Segundo informações da empresa de tecnologia, uma chamada das 7h19 (hora local) do dia 15 de novembro questionava os superiores sobre o recebimento de duas mensagens anteriores e informava que o submarino estava em “plano de periscópio” a 18 metros de profundidade, “em velocidade de cinco nós e avaria controlada”.

O tripulante informa também que pretende descer para o “plano de segurança”, que fica a 40 metros de profundidade, para avaliar os problemas nas baterias. A mensagem termina com o marinheiro informando que voltará a entrar em contato para fornecer mais informações.

Anteriormente, no dia 28 de novembro, a Marinha havia informado que a última comunicação relatava a “entrada de água do mar” e um “curto-circuito e princípio de incêndio” nas baterias de número três.

Essa comunicação foi enviada às 8h52(hora local), cerca de duas horas antes de especialistas norte-americanos detectarem um fenômeno semelhante a uma “explosão” onde o submarino deveria estar.

Veja também:

Cinco ministros votam contra assembleias revogarem prisões de deputados

Notícias: MUNDO
por Mateus Carmo no dia 18 de dezembro de 2017 às 11:15 em

publicidade

publicidade

© Copyright 2016 - Radar da Bahia - Grupo Radar