publicidade

POLÍTICA

LAVA JATO: Lula desiste de 22 das 86 testemunhas

por Isabela Rocha no dia 17 de julho de 2017 às 07:50
Foto: Reprodução

De acordo com reportagem da Folha de São Paulo, depois de confrontos com o juiz Sergio Moro para ouvir 86 testemunhas de defesa em ação criminal, os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva desistiram, em dois meses, de 22 delas, além de pedir a troca de mais seis.

O processo é o segundo da Lava Jato a tramitar contra Lula na Justiça Federal de Curitiba. Foi aberto depois do processo que condenou o petista a 9 anos e 6 meses de prisão.

Entre os nomes retirados até a última sexta-feira (14) estão os dos ex-ministros Jorge Hage, Alexandre Padilha, Jaques Wagner e Aldo Rebelo. Os três primeiros já haviam sido ouvidos na ação do tríplex e os depoimentos foram compartilhados no segundo processo. Já Rebelo teve a audiência anterior cancelada e novamente não depôs, desta vez por problemas de saúde.

Das 22 solicitações de retirada até agora, o juiz recusou apenas uma: a de Clara Ant, diretora do Instituto Lula, porque o Ministério Público Federal queria questioná-la.

Cristiano Zanin Martins, advogado do ex-presidente, disse que o número de testemunhas arrolado pela defesa tem base no Código de Processo Penal e "da mesma forma, a lei expressamente garante à defesa o direito de desistir da oitiva de testemunhas no curso da instrução".

A acusação dos procuradores contra o ex-presidente afirma que parte das propinas pagas pela Odebrecht em contratos com a Petrobras foi destinada à aquisição de um imóvel na zona sul de São Paulo para servir como sede do Instituto Lula. A transferência do imóvel, no entanto, nunca foi feita. Lula e seus advogados sempre negaram a acusação.

Atualmente, há audiências de testemunhas marcadas até o dia 21. Depois, os réus serão interrogados.

Notícias: POLÍTICA
por Alessandro Granda no dia 17 de novembro de 2017 às 20:28 em
por Alessandro Granda no dia 17 de novembro de 2017 às 20:08 em
por Alessandro Granda no dia 17 de novembro de 2017 às 18:31 em
por Alessandro Granda no dia 17 de novembro de 2017 às 16:17 em

publicidade

publicidade

© Copyright 2016 - Radar da Bahia - Grupo Radar